Dançoterapia e Dança

Uma das principais diferenças entre a movimentação livre contida em técnicas da Dançoterapia e as danças com estilos e movimentos pré-estabelecidos como a dança contemporânea, clássica, de salão, são que neste ultimo grupo existe o objectivo de que a pessoa aprenda e seja capaz de realizar determinados movimentos que estão contidos dentro de uma estética pré-estabelecida para cada dança e então acaba por existir um objectivo e uma movimentação certa ou errada.

 

No caso das técnicas usadas em Dançoterapia, o indivíduo é que faz sua própria dança, sua própria coreografia, é o criador e o autor desta. Para isto aprende-se sobre o corpo, espaço e movimento mas, como instrumentos facilitadores e não como algo que espera-se ser alcançado. A improvisação é a “bandeira” da Dançaterapia.

Os mais variados estilos de dança têm importância na saúde e no bem-estar das pessoas, mas é importante saber separar e validar um trabalho terapêutico ao de um artístico. No caso da Dançaterapia irá sempre incluir tomada de consciência, criação, reflexão e elaboração de todo o processo.

O percurso terapêutico através da dança faz com que a pessoa seja autora da sua própria coreografia, empreendendo uma viagem, na companhia do terapeuta, para dar corpo, visibilidade e forma a tudo que é confuso e muitas vezes invisível no seu mundo interno. Um lugar simbólico no qual os movimentos do corpo, suas reacções, as mudanças de ritmo, os gestos, as posturas, são levados muito em conta. Assim como a experiência das emoções contidas no movimento que ganham um sentido, podendo ser transformadas. O nosso corpo guarda, memoriza a forma como respondemos à vida, as mensagens que recebemos e nossa postura frente ao mundo. A nossa estrutura física, nossos gestos, linguagem, sonhos, imagens, tudo reflecte nossa história e o nosso constante processo de crescimento. Ser consciente de quem somos é uma parte fundamental tanto num processo terapêutico tradicional como na Dançoterapia que neste caso terá primeiramente relação com a escuta e a percepção corporal dando condições ao indivíduo a adquirir consciência do seu corpo e de como o movimenta.

3 responses to “Dançoterapia e Dança

  1. e muito bom me ajudo bastante por meu trabalho

  2. Olá,
    Faço Dança na UNICAMP no brasil e Estou fazendo uma pesquisa científica sobre o DMT, estou com dificuldades em achar versão em português dos trabalhos desenvolvidos no dance movement therapy de londres! você tem alguma sugestão?
    precisava saber também um pouco mais sobre o surgimente dessa prática! você acredita ter-se originado na europa? obrigada pela atenão. Meu email é florabitancourt@gmail.com
    Att,
    Flora bitancourt

  3. Salma Delgado

    Este texto ressoou em mim de maneira muito forte e me fez perceber que a Dançaterapia resgata a percepção de que somos os autores de nossas vidas, a partir do momento em que me percebo criando movimento e existindo nesta criação, eu me percebo criando vida! é fantástico !!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s